Cataratas do Iguaçu no lado argentino – O Guia Completo

O lado argentino você pode fazer trilhas bem próximo das cachoeiras

O Parque Nacional do Iguaçu, dividido entre o Brasil e a Argentina, é uma das principais atrações turísticas de ambos os países. Isso por conta das Cataratas do Iguaçu, um conjunto formado por aproximadamente 275 quedas d’água. Então se você pretende viajar ou tem curiosidades sobre esse espetáculo de natureza, então confira o nosso passeio pelas Cataratas do Iguaçu no lado argentino.

Parque Nacional Iguazú – Cataratas do Iguaçu no lado Argentino

Cataratas do Iguaçu no lado argentino Cataratas do Iguaçu no lado argentino.

Situado a 18km de Puerto Iguazú, ao norte da província de Missiones, o Parque Nacional Iguazú é o lado “hermano” das Cataratas do Iguaçu.

Fundado no ano de 1934 – cinco anos antes da fundação do lado brasileiro –, o parque foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO no ano de 1984 e se tornou um dos atrativos mais visitados da Argentina, dividindo esse titulo com o Brasil. Além do mais, o parque também é uma das maiores atrações de ecoturismo do mundo.

O lado argentino do parque possui uma excelente infraestrutura, porém, o que realmente o difere do lado brasileiro é o fato de ele abranger mais cachoeiras e trilhas. Além disso, disponibiliza muito mais espaços para serem desbravados.

Como fazer para se locomover dentro do parque? Bem, existem duas opções. A primeira é pegar o “Tren Ecológico de la Selva”, um trenzinho que sai de meia em meia hora e percorre os principais atrativos do parque. Há ainda a opção de percorrer os pontos principais por trilhas.

Mapa das Cataratas do Iguaçu no lado argentino. Mapa das Cataratas do Iguaçu no lado argentino.

As Cataratas do Iguaçu no lado argentino estão localizadas a 18 km de Puerto Iguazu e a 29 km do centro de Foz de Iguaçu.

Roteiro para 1 dia nas Cataratas do Iguaçu no lado argentino

Enquanto que no lado brasileiro existe apenas um circuito ou trilha para conhecer as cataratas, o lado argentino possui 6 circuitos. Portanto neste parque exigirá de muito mais tempo para explora-lo, podendo até levar 2 dias. Isto é, dependendo do seu ritmo e dos passeios que vier a contratar dentro do parque pela empresa Iguazu Jungle.

Segue o nosso roteiro para passear nas Cataratas do Iguaçu no lado argentino em um dia:

  1. Garganta do Diabo.
  2. Passeio de lancha inflável ( Passeio Gran Aventura).
  3. Circuito Superior
  4. Circuito Inferior
  5. Trilha Verde

Esses passeios serão detalhados mais a frente. Ao realizar este roteiro, você conhecerá 70% do Parque Nacional do Iguazu da Argentina. Isto é, desde que chegue no horário de entrada do parque e que permaneça até o horário final do seu funcionamento. Aliás, sugerimos que visite primeiro a Garganta do Diabo, visto que o último trem para lá é até as 16:00 e é a atração mais afastada do parque. Logo após conhecer a Garganta do Diabo, retorne até a Estação das Cataratas, neste local que fica bem no meio das demais atrações.

Horário de funcionamento: Todos os dias, das 08:00 às 18:00.

Ingresso: AR$ 480,00 (R$ 60,00) para adultos brasileiros e AR$ 120,00 (R$ 15,00) para crianças com idade entre seis e doze anos.

O pagamento do ingresso pode ser realizado na entrada do parque ou no site. Se for pagar na entrada, poderá ser em dinheiro (pesos argentinos) ou no cartão de crédito. Caso retorne ao parque no dia seguinte, é possível obter 50% de desconto apresentado o ingresso do primeiro dia.

Atrações inclusas com o ingresso:

  • O Centro de Interpretação da Natureza
  • A transferência no Trem Ecológico da Selva
  • Trilha verde
  • Passeio superior
  • Passeio inferior
  • Garganta do Diabo
  • Trilha Macuco e Salto Arrechea

* Não há necessidade de entrar em Puerto Iguazú com passaporte, isto é, para brasileiros, portanto pode levar apenas a sua carteira de identidade.

Conheça os passeios nas Cataratas do Iguaçu no lado argentino

Trilha verde

Cataratas do Iguaçu no lado argentino - Trilha verde Trilha Verde. Foto: Parque Nacional Iguazú.

A primeira trilha é curta, a chamada Trilha Verde, tem apenas 650 metros e liga as estações Central e Cataratas. Portanto poderá se deslocar andando ou aguardar pelo próximo trem.

Garganta do Diabo

Cataratas do Iguaçu no lado argentino - Garganta do Diabo Com mais de 80 metros de queda, A Garganta do Diabo é a mais famosa e impressionante vista nas Cataratas do Iguaçu.

Certamente o mirante da Garganta do Diabo é a principal atração das Cataratas do Iguaçu no lado argentino. Vê-lo a poucos metros de cima é inegavelmente uma das melhores experiências para sentir a força da mãe natureza.

Para chegar até a Garganta do Diabo, é necessário pegar o trem ecológico, que saí da Estação Cataratas e desembarca na Estação Garganta do Diabo. Neste trecho são 2000 metros de trilho ferroviário.

Da Estação Garganta do Diabo até o Mirante da Garganta do Diabo, são 1100 metros de trilha suspensa. A trilha é totalmente plana e bem tranquila de ser realizada, com alguns pontos para descanso. No trajeto pode ver aves nativas da região, como por exemplo o tucano.

Ao chegar no mirante terá uma visão panorâmica das cataratas do lado brasileiro. Tenha em mente que neste ponto é bastante movimentado pelos turistas. Sendo assim, recomendamos que este passeio seja o primeiro a ser feito. De preferência esteja no parque assim que ele abrir e vá direto a essa atração. Dessa forma poderá ficar um pouco mais livre para curtir o lugar e tirar belas fotos.

Cataratas do Iguaçu no lado brasileiro Cataratas do Iguaçu no lado brasileiro vista do Mirante da Garganta do Diabo no lado Argentino.[/caption]

Tempo estimado de passeio: 1h:30 – 2:00 horas.

Circuito Superior

Trilhas do circuito superior. Trilhas do circuito superior.

Este circuito ou trilha permite que você tenha um passeio na maior parte das cascatas argentinas, bem como mais próximo delas. Poderá também visualizar um pouco do Circuito Inferior.

O Circuito Superior possui 1550 metros de trilha, dela podemos contemplar as Cachoeiras Dos Hermanas, Chico, Ramirez, Bosetti, Adão e Eva, Mendez, Mbiguá e San Martin.

Cataratas do Iguaçu no lado argentino -Salto Bosseti e Salto Adão e Eva Salto Bosseti e Salto Adão e Eva.

Cataratas do Iguaçu no lado argentino Saltos Dos Hermanas, Chico, Ramirez, Bosetti, Adão e Eva, Mendez, Mbiguá e San Martin.

Tempo estimado de passeio: 1h:30.

Circuito Inferior

Circuito inferior - Salto Bossetti Salto Bossetti.

No Circuito Inferior você consegue ter uma visão mais panorâmica das cascadas, principalmente das quedas d’água do circuito superior.

Ilha San Martin - Cataratas do Iguaçu Ilha San Martin.

Ao contrário do Circuito Superior, neste passeio você consegue avistar a Garganta do Diabo, juntamente com a Ilha San Martin. Para chegar até a ilha, poderá pegar um barco gratuitamente para atravessar um pequeno trecho do rio.

Garganta do Diabo - Cataratas do Iguaçu Garganta do Diabo – Cataratas do Iguaçu.

O Circuito Inferior possui 1400 metros de trilha, com algumas escadas no caminho, mas nada que a torne a trilha difícil para caminhar.

Tempo estimado de passeio: 1h:30.

Trilha Macuco

sandero macuco Cascata Arrechea. Foto: Parque Nacional Iguazú.

A trilha Macuco conta com 3,5 km e é a mais longa das trilhas. Portanto é a mais puxada das trilhas, bem como a mais selvagem.

A trilha é bem rústica e não possui nenhuma construção, porém bem demarcada e de fácil condução. Ao final dela, você encontrará a Cascata Arrechea, uma pequena cachoeira de 20 metros de altura.

Trem Ecológico ou Trem Ecológico da Selva

Trem ecológico Cataratas do Iguaçu no lado argentino Trem ecológico. Foto: Parque Nacional Iguazú.

No Parque Nacional Iguazú encontramos 2 trens ecológicos, sendo um elétrico e outro movido por GPL (Gás de Petróleo Liquefeito), ou seja, de combustão limpa. Dessa maneira, os trens foram projetados para gerar o menor impacto possível à natureza. Sendo assim, para manter a paz no meio ambiente, os trens produzem baixos ruídos e percorrem no máximo a 20 km/H. Aliás, o próprio trajeto entre as estações já é um passeio, então aproveite para contemplar a natureza durante esse tempo.

Da Estação Central, ou seja, a primeira estação quando chega no parque, até o Estação Garganta do Diabo, a mais distante, o tempo de deslocamento são de 25 minutos. Esse trecho totaliza 3700 metros de distância, sendo que os trens têm capacidade para transportar 250 pessoas.

Passeio de lancha pela Gran Aventura

Neste passeio realizado no lado argentino, os visitantes percorrem cerca de 6 km através de um Sendero Yacaratiá, quer percorre lentamente pela vegetação subtropical à dentro. Durante o percurso, os guias contam em inglês e espanhol aos visitantes sobre curiosidades da fauna e a flora local.

Depois de 30 minutos percorridos de carro, é hora de descer os 100 metros até o cais. Logo após embarcar na lancha, são percorridos 6 km de muita emoção e aventura pelos cânions do Rio Iguaçu rumo às cascatas. É aventura é do começo ao fim. Sem dúvida um dos mais passeios mais emocionantes.

Esse atrativo é bem parecido com o Macuco Safari, que opera no Brasil, mas passa por lugares inéditos como a Isla Martín. Outra diferença é que enquanto o Macuco Safari mergulha em apenas uma queda d’água, no Salto Três Mosqueteiros. Por outro lado, a Gran Aventura mergulha em 2 quedas, uma no Salto Três Mosqueteiros e outra no Salto San Martín.

O primeiro mergulho no Salto Três Mosqueteiros.

Passeio de lancha - passeio naútico - Cataratas do Iguaçu no lado argentino Salto Três Mosqueteiros.

O segundo mergulho no Salto Salto San Martín.

Passeio de lancha - passeio naútico - Cataratas do Iguaçu no lado argentino Salto Salto San Martín.

Preço: AR$ 3000 ( aproximadamente R$ 250).

Tempo estimado de passeio: 2H.

Considerações Finais

Embora o lado brasileiro possa ter vistas fantásticas e ofereça fotográficas panorâmicas das Cataratas do Iguaçu. O lado argentino se destaca por se concentrarem a maioria das cachoeiras, possui mais trilhas e opções de lazer.

Se você for a Foz do Iguaçu como objetivo de conhecer as cataratas, opte por conhecer os dois lados. Por certo não se arrependerá e não comentará o erro de que muitos pensam em fazer apenas um lado por pensarem que se trata da mesma coisa. Cada passeio possui a sua peculiaridade e belezas distintas, portanto são passeios complementares e não excludentes.

O que você achou das Cataratas do Iguaçu no lado argentino? Esperamos que possamos ter ajudado ou esclarecido sobre as cataratas dessa região.

Afim de explorar as Cataratas do Iguaçu no lado brasileiro? Conheço os atrativos e passeios pelo parque brasileiro.

Veja também: