Roteiro para Machu Picchu: De 1 a 2 dias

Realizar um roteiro para Machu Picchu é certamente um dos sonhos dos sul americanos, afinal, o Peru é um destino repleto de atrações com belezas naturais, culturais e históricas. As cidades mais visitadas por turistas são Lima, Arequipa, Cusco e claro Machu Picchu Pueblo ( Aguas Calientes).

Se você tem interesse em viajar para o Peru, mostraremos aqui algumas sugestões, dicas e cuidados que você deve ter com hospedagem, passeios, alimentação, etc. Fazer o planejamento, é apenas o começo de tudo para que sua viagem seja um sucesso.

História de Machu Picchu

De acordo com fontes históricas, a cidade de Machu Picchu foi construída no século XV sob o comando de Pachacuti. Trata-se do maior ícone que representa a cultura Inca, esta cultura se manteve em toda a América e resistiu durante séculos.

Somente em 24 de junho de 1911 é que esta cidade foi “descoberta” através do norte-americano Hiram Bingham. Na verdade a população local já sabiam do sítio arqueológico, no entanto o americano foi o primeiro a registrar cientificamente e a divulgar o local para o mundo. Atualmente, é considerado um dos maiores monumentos arqueológicos e arquitetônicos de todo o continente Americano.

Descobrimento de Machu Picchu.
Hiram Bingham e o seu pequeno guia e morador local na data de seu “descobrimento”, em 1911. Foto: Divulgação.

O povo Inca construiu um enorme império na região Andina, o império chegou a alcançar os países Colômbia, Chile e Argentina. Esta era uma civilização complexa e cheia de estradas, esta região já era habitada por grupos humanos em 4.500 a.C.

Este império surgiu com o reinado do Sapa, quando o rei principal conquistava outros territórios, os habitantes eram obrigados a pagar impostos, e ali eram construídas estradas, assim, este império acumulou cerca de 40 mil km.

Os Incas tinham um sistema de governo próprio, que também era conhecido como teocracia, ou seja, o governo sofreu grandes influências religiosas. Este império também tinha uma grande diversidade de povos e culturas, havia um total de 10 milhões de habitantes com 30 idiomas diferentes.

O que fazer em Machu Picchu?

Apresentaremos a seguir, as principais sugestões de lugares para visitar e ter um roteiro para Machu Picchu inesquecível:

Huayna Picchu

Huayna Picchu ou “Montanha Jovem”.
O Pico de Huayna Picchu esta por volta de 2.720 metros acima do nível do mar. Foto: Divulgação.

O tempo médio que o turista percorre Hayna Picchu é de 1 hora e 30 minutos, é possível conhecer o templo da Lua, para conseguir obter belas fotos, é necessário fazer um passeio  de pelo menos 3 horas. É a principal montanha de Machu Picchu, é indicado para quem quer superar limites.

Templo das 3 janelas

Roteiro para Machu Picchu: Templo das 3 janelas.
Uma das vistas mais extraordinárias de Machu Picchu, o templo das das 3 janelas (ventanas).

Está localizado no setor sagrado ao lado do Templo Principal, na frente da montanha Putucusi. Foi construído no entorno do Vale do Rio Urubamba, é uma construção com arquitetura tipicamente Inca, com grandes blocos de pedra perfeitamente encaixados. Representam Condor, Puma, Serpente, respectivamente, as janelas marcam as estações do ano.

Templo do Sol

Templo do Sol em Machu Picchu
Templo do sol

Localizado sob uma rocha maciça, neste templo estão janelas trapezoidais, no solstício de inverno é possível ver a luz do sol. É conhecido como Torreón, e pertence ao complexo de fontes de água e às paredes de vento que são dedicados à Pachamama. Eram realizadas as cerimônias religiosas e possuía formato circular.

Intihuatana

intihuatana
Intihuatana. Foto: Divulgação.

Trata-se de uma pedra entalhada, e simboliza o relógio solar e astronômico de Machu Picchu. Segundo dados históricos, este ainda não é o nome original, que poderá ser Saywa ou Sukhanka. Esta pedra também é o calendário do império Inca, fica localizada no ponto mais alto.

Fontes de água

Fontes de água em Machu Picchu
Fontes de água em Machu Picchu. Foto: Divulgação.

Quando você acessa as fontes de água, é possível conhecer como eram os conhecimentos de engenharia hidráulica que os Incas desenvolveram, foram construídos 16 canais que eram responsáveis por fornecer água para todo o império.

Terraços

Terraços Agrícolas

Os Terraços Agrícolas do Vale Sagrado são técnicas que os Incas desenvolveram para sobrevivência, pois, na região o ar é extremamente seco e rarefeito. Os Incas tinham vasto conhecimento em engenharia, astronomia e agricultura e já possuíam um moderno sistema de agricultura.

Llamas

As Llamas e Alpacas são da mesma família, estes animais fazem parte da cultura de Machu Picchu, e você ainda poderá passear de Llama e percorrer toda a cidade. Este é  um dos melhores passeios, para você que tem crianças.

Roteiro para Machu Picchu para 1 e 2 dias

Aguas Calientes ou Machu Picchu Pueblo, é a cidade mais próxima ao Parque Nacional de Machu Picchu e o lugar da última estação de trens.

Para percorrer o roteiro para Machu Picchu com tranquilidade, recomendamos que você reserve pelo menos 2 dias. Mostraremos o que é possível ver em 2 dias nesta cidade incrível:

1º Dia

No primeiro dia, você poderá combinar Machu Picchu com Huayna Picchu, ou então, Águas Calientes e Machu Picchu e Huayna Picchu, existem diversas opções de ingressos que poderão ser adquiridos online, logo, a quantidade é limitada conforme o número de pessoas. Estudantes e universitários possuem descontos, e menores de 8 anos não pagam.

Huayna Picchu.
Huayna Picchu ao fundo.

O melhor horário para visitar a cidade é entre 9h e 10h da manhã, as montanhas Huayna Picchu e Machu Picchu possuem características próprias, a Huayna Picchu por exemplo, é extremamente íngreme, e também estreita, pois, foi construída ao lado da montanha. Nesta montanha, você encontra o Templo da Lua.

Esta montanha tem 2693 metros, possui dificuldade moderada com 300 metros na vertical, pessoas com vertigem devem evitá-la. É necessário ter cuidado em dias de chuvas, o chão costuma ser escorregadio.

A montanha Machu Picchu proporciona maior conforto ao viajante, pois, é mais ampla e menos assustadora do que a Huayna Picchu, é conhecida como a montanha velha que foi construída pelos incas, atualmente há um limite de 400 ingressos por dia, e deve ser adquirido antecipadamente.

Esta montanha é indicada para grupos de várias idades, possui altura de 3.082, com 2 km de extensão e uma exuberante área verde. Tem nível de dificuldade entre moderado a alto, você terá acesso à casa dos Guardiões.

2º Dia

Machu Picchu + Montanha Machu Picchu, você também deverá se programar para adquirir os ingressos para estes passeios, o ingresso Machu Picchu mais a Montanha tem uma disponibilidade de 800 pessoas por dia, e também poderá ser comprada na internet com antecedência.

Montanha Machu Picchu.
Montanha Machu Picchu.

A Montanha Machu Picchu está localizada no topo de Canyon do Urubamba cerca de 3.082 metros acima do nível do mar, no topo você tem acesso às montanhas Huayna Picchu, a montanha Putucusi, e também é possível ver a cidade de Águas Calientes opção indicada para quem gosta de águas termais.

Vista da Montanha Machu Picchu para a Cidadela de Machu Picchu
Vista da Montanha Machu Picchu para a Cidadela de Machu Picchu e a Montanha Huayna Picchu.

A cidade Inca de Machu Picchu esta localizada a 2430 metros acima do nível do mar, possui dificuldade moderada a média, nesta cidade você poderá visitar os seguintes monumentos: Intihuatana, Templo do Sol, Templo do Condor, Intipunku, Praça Principal, Ponte Inca.

Para visitar Machu Picchu é necessário ter acompanhamento de guia turístico, não há limite de idade para conhecer os monumentos, e o limite de pessoas é de 3000 mil por dia. A montanha Machu Picchu tem dificuldade alta, e suporta até 800 visitantes por dia.

Se você não deseja sofrer nenhum tipo de transtorno, escolha atentamente os locais que deseja visitar e já deixe comprado os ingressos.

Quando ir para Machu Picchu?

Entre novembro a março, há um elevado índice de chuva em toda a região, se você deseja aproveitar ao máximo as trilhas, os sítios arqueológicos, e ainda, não correr o risco de escorregar no trajeto, é recomendado que você adquira um pacote fora do período de chuvas.

Nos meses de maio a setembro são os mais indicados para quem quer conhecer a cidade, no entanto, também devemos alertar aos meses de  inverno, pois, em Machu Picchu a temperatura fica em torno de 20ºC. Para chegar em Machu Picchu você deve passar por Cusco, que está a 3600 km de altitude acima do nível do mar.

Neste caso, é aconselhável que você vá preparado e leve sempre blusas de frio e cobertores, no mês de julho acontece a festa do Sol é a época que a cidade mais recebe turistas do mundo todo. Você poderá ver danças, vestimentas extremamente coloridas.

A trilha Inca é mais indicada nos meses de alta temporada porque chove menos, logo, é necessário se programar, pois é permitido cerca de 500 pessoas por dia. Por isso, se você tem interesse em realizar esta trilha, é orientado realizar a compra de ingressos pelo menos 6 meses antes da viagem.

Como comprar ingresso para Machu Picchu?

O acesso à ingressos para Machu Picchu tornou-se bastante acessível graças à internet, hoje em dia você poderá adquirir ingressos comprando com as agências de viagens credenciadas em Cusco, em plataformas online autorizadas, ou diretamente na bilheteria do local, o que não é aconselhável.

Na bilheteria, geralmente tem filas principalmente nas altas temporadas, por isso, programe-se e escolha outras formas de comprar seus ingressos com mais tranquilidade.

Confira no site oficial para compra do ingresso https://www.ingressomachupicchu.com/

Vale a pena contratar um guia?

Guia em Machu Picchu. Foto: Divulgação.

Se você quer conhecer em detalhes toda a história de Machu Picchu, e fazer um roteiro para Machu Picchu completo, recomendamos contratar um guia.

Além de ter formação em Turismo, o guia tem acesso a detalhes, curiosidades e dados históricos, sobre toda a região, isso certamente te deixará mais encantado com o lugar.

Considerações finais

Machu Picchu é um dos roteiros mais procurados na América do sul por turistas e aventureiros de todo o mundo. Suas belezas naturais, mitos, mistérios e especulações em torno de sua história, fazem deste, um dos locais mais fascinantes para conhecer e guardar cada momento.

Visite Machu Picchu!