O que Fazer no PETAR – Turismo de Natureza

Se você é um amante da natureza e gosta de trilhas, cavernas, grutas,  cachoeiras, florestas, com certeza ficará fascinado ao conhecer o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira, o famoso  PETAR.  A partir de agora, você verá um roteiro completo sobre o que fazer no PETAR,  com suas principais atrações e dicas fantásticas para aproveitar ao máximo o seu passeio!

Conheça o PETAR

Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira
Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira. Foto: Divulgação.

O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira ou simplesmente PETAR, está localizado na região sul do estado de São Paulo, precisamente no Vale do Paraíba, entre os municípios de Iporanga e Apiaí, cerca de 320 quilômetros da Capital.

 

 

O PETAR corresponde há uma área de 35.712 hectares, cercado pelos últimos vestígios da Mata Atlântica no Estado de São Paulo. O Parque possui muitas cachoeiras, grutas, cavernas e roteiros turísticos, o que torna riquíssima a sua biodiversidade.

Diante de tanta riqueza paisagística, a UNESCO declarou a região  como “Reserva da Biosfera do Patrimônio Mundial, o que permitiu ao Governo decretar a lei n° 32283, fechando a região exclusivamente  para o turismo ambiental, a exploração de cavernas, florestas,  cachoeiras e liberando a área para quê laboratórios de pesquisas  ecológicas e universidades possam realizar estudos e pesquisa mais detalhadas sobre a Mata Atlântica.

Como é a região do PETAR?

Rota das Cavernas e das Quaresmeiras. Acesso ao PETAR por Apiaí. Foto: Divulgação.

Estando a uma altitude média de 1050 metros, o PETAR está localizado em uma região de clima frio, que oscila entre 17º C e 22º C. O parque possui mais de 350 cavernas catalogadas, além de dezenas de trilhas, cachoeiras, povoados tradicionais, comunidades Quilombolas, sítios paleontológicos e arqueológicos, em resumo, O PETAR é um paraíso muito bem guardado entre montanhas e vales da maior porção de Mata Atlântica ainda devidamente preservada em nosso país.

O que fazer no PETAR: Principais Atrações Turísticas!

Desde sua criação pelo Governo do Estado de São Paulo em 1958,  o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira, tornou-se um dos locais preferidos para a prática de vários esportes de aventura como o bóia cross, espeleo, cascading, rapel, além de passeios mais acessíveis como a bike, trilhas, caminhadas, passeios para fotografia, educação ambiental e observação da natureza.

Com toda certeza, não vai faltar o que fazer no PETAR, entre as suas principais atrações turísticas podemos destacar:

As Trilhas

Trilhas no Petar. Foto: Divulgação.

Para quem gosta de ação e aventura, as trilhas do Parque são uma excelente opção. O Petar possui dezenas de trilhas desafiadoras, entre elas, a trilha da Pedra do Chapéu, Trilha da Figueira, Trilha do Betari, Trilha do Maximiano e demais trilhas que veremos mais a seguir.

 

 

As Cavernas

Cavernas no PETAR.
Exploração de caverna no PETAR. Foto: Divulgação.

Uma das atrações que mais atrai visitantes ao PETAR, sem dúvidas são as cavernas. As cavernas do Parque oferecem diversos níveis de desafio, é possível encontrar cavernas  com riachos, com enormes rios, corredeiras, cavernas para escalada, para a prática de rapel, entre outros.

Uma das grandes vantagens do Parque é a sua infra estrutura visitantes. Todos os acessos às cavernas estão devidamente sinalizados placas, alertas, dicas e telefones úteis.

Além disso, os locais de visitação estão equipados com estruturas de acesso como passarelas, escadas e pontes que permitem que todo este rico patrimônio possa ser facilmente explorado por qualquer pessoa.

As Cachoeiras

Cachoeiras do PETAR
No PETAR e entorno existem dezenas de cachoeiras. Foto: Divulgação.

Seja no PETAR ou em seu entorno, a região possui dezenas de cachoeiras, algumas delas com mais de 70 metros de altura.  Estas são perfeitas para a prática de rapel e cascading, além de um visual fantástico para fotografias belíssimas.

O PETAR ainda possui diversas cachoeiras subterrâneas, estas ficam escondidas no interior das cavernas, uma oportunidade incrível para um banho na escuridão.

 

 

Os Esportes aquáticos

Bóia Cross no Rio Betari. PETAR.
Bóia Cross no Rio Betari. Foto: Divulgação.

É impossível falar em esportes aquáticos e não lembrar do PETAR.  O Parque oferece dezenas de opções para os amantes do Bóia Cross, Acqua ride, Duck, Caiaque, mergulho em cavernas, entre outros.

Podemos dizer que o Bóia Cross surgiu no PETAR. Este esporte aquático nasceu nos anos 80, quando exploradores utilizavam câmaras de ar de caminhões para transportar seus equipamentos por entre as cascatas e rochas no interior das cavernas. Um belo dia, alguém teve a ideia de subir na câmara de ar e seguir as águas do rio Betari, cruzando todo Núcleo de Santana.

Em outras palavras, basta deitar na bóia e deixar o rio lhe levar.

O Turismo de Aventura

Turismo de Aventura no PETAR.

Além das diversas opções sobre o que fazer no PETAR mostradas até aqui, o Parque é considerado por muitos, como um dos lugares mais perfeitos para a prática de turismo de aventura do Brasil.

É possível fazer rapéis com mais de 130 metros de altura, seja na parte interna ou externa das cavernas. Os imensos paredões, são perfeitos  para prática de escaladas, cascading, espeleo, técnicas verticais em cavernas, tirolesa, entre outros.

 

 

Os Quilombos

Quilombos no PETAR
Quilombo Ivaporunduva está localizado em Eldorado, na divisa com Iporanga. Foto: Divulgação.

O PETAR não é riquíssimo apenas pelas suas belezas naturais, mas culturalmente, é uma excelente oportunidade para conhecer e interagir  com as Comunidades Quilombolas que vivem na região.

Ao conhecer a cultura Quilombola, você terá a oportunidade de:

  • Saber mais sobre a história da formação dos Quilombos da região, suas lutas e conquistas;
  • Como viviam os escravos antigamente;
  • Aprenderá na prática sobre a sua gastronomia;
  • Sobre seu artesanato;
  • Cultivo de plantas medicinais;
  • A prática da agricultura de subsistência;
  • Irá conhecer um incrível viveiro de mudas nativas da Mata Atlântica;
  • Entender como os escravos faziam mineração e garimpo do ouro;
  • entre outros.

O preço do ingresso de uma diária para visitar e conhecer um Quilombo, custa em média R$ 140 Reais por pessoa, com hospedagem completa (incluindo o café da manhã, almoço, jantar e pernoite). Para grupos maiores de até 40 pessoas, é possível negociar o preço diretamente com a liderança do Quilombo.

Núcleos do PETAR

Para preservar a Mata Atlântica e seus recursos naturais, o PETAR está distribuído em Quatro Núcleos de Visitação, são eles: Núcleo Santana,  Núcleo Ouro Grosso,  Núcleo Caboclos  e Núcleo Casa de Pedra.

Para que você saiba exatamente o que fazer no PETAR ao visitar o Parque, vamos conhecer agora, cada um de seus núcleos e suas principais atrações turísticas, confira:

 

 

Quantas dias para conhecer o PETAR?

Você viu até aqui que o Parque é gigantesco e oferece inúmeras atrações, portanto, a quantidade de dias para conhecer todo o Parque vai depender exatamente de quais atrações você vai querer conhecer ao visitá-lo.

Por exemplo, para conhecer todo o núcleo Santana e suas inúmeras cavernas, o ideal são 3 a 4 dias com pernoites. Já para conhecer os demais núcleos, incluindo alguma comunidade Quilombola, 10 dias é o mínimo indicado, desta forma, é possível aproveitar ao máximo o passeio, sem pressas.

Qual a melhor época para visitar o Petar?

Por se tratar de uma região com altitude acima dos mil metros e um clima frio, a época mais indicada para conhecer o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é durante o verão ou início da primavera, onde as temperaturas são mais elevadas e você pode aproveitar ao máximo as cachoeiras, lagos e piscinas naturais.

Também é possível acordar cedo para para praticar o rapel e outros esportes de aventura.

 

 

Como Chegar no PETAR?

Partindo da cidade de São Paulo, é possível chegar facilmente ao Parque através da Rodovia Régis Bittencourt e a outra, pela Rodovia Castelo Branco ou Raposo Tavares até o km 90 que segue pela SP-165, com um tempo médio de viagem de 3 a 4 horas seja de carro ou ônibus.

Existem duas linhas de ônibus fixas que levam ao PETAR:

A Viação Moreira é uma empresa que faz o trajeto até a cidade de Iporanga, a passagem custa em média R$ 50 Reais. A partir daí, basta fretar um táxi até o Bairro da Serra, onde está localizado o Parque, em média os taxistas cobram entre R$ 60 e R$ 80 Reais pelo trajeto.

A Viação Transpen é outra linha de ônibus que parte da Rodoviária da Barra Funda em São Paulo até a cidade de Apiaí, a passagem custa em média R$50 Reais.

Assim como na outra linha de ônibus, ao chegar em Apiaí, é necessário fretar um táxi para chegar ao Bairro da Serra, onde está localizado o Parque, em média os taxistas cobram entre R$ 40 e R$ 60 Reais pelo trajeto.

Para consultar preços e horários atualizados, ligue:

Terminal da Barra Funda – SP: (11) 3612-1782 (24 horas) / 3235-0322 (das 6h00 às 23h30);

Telefone da Rodoviária de Apiaí: (15) 3552-1200.

Quanto custa para entrar no PETAR?

Desde 2018, o Governo do Estado de São Paulo com o intuito de valorizar a população local e evitar acidentes, tornou obrigatória a visitação ao Parque somente com a presença de Monitores credenciados, que cobram em média R$ 16 Reais por pessoa. Antes de comprar seu ingresso, é preciso contratar primeiramente o Monitor através do site Oficial do Parque.

A partir daí, você já pode comprar normalmente o seu ingresso e pagar no cartão de crédito ou débito, pelo boleto ou transferência bancária.

Os ingressos do PETAR custam:

  • Ingresso Geral: R$ 32,00
  • Ingresso desconto Brasil (50%): R$ 16,00
  • Ingresso desconto Mercosul (25%): R$24,00
  • Pacote Anual – 10 visitas (30%): R$ 112,00

Lembrando que menores de 12 anos e pessoas maiores de 60 anos de idade são isentas. Estudantes com comprovante continuam pagando “meia entrada (50% do valor)”.

Considerações Finais

Bom, se você ainda tem dúvidas sobre o que fazer no PETAR, acredito que depois deste nosso guia, ficou mais fácil escolher o seu roteiro e a melhor época para visitá-lo.

Planeje bem a sua viagem, busque mais informações sobre transportes, hospedagem e principais passeios… tomando todas as medidas, seu passeio vai ser inesquecível!!!