Venda Nova Imigrante
Venda Nova Imigrante

O que Fazer em Venda Nova do Imigrante: A Capital do Agroturismo

Bem-vindo a Venda Nova do Imigrante, a encantadora cidade que ostenta o título de Capital Nacional do Agroturismo. Localizada no interior do Espírito Santo, esta joia escondida oferece uma experiência única, unindo a beleza natural das Montanhas Capixabas com a rica herança cultural trazida pelos imigrantes italianos.

Venda Nova do Imigrante se destaca como um destino que proporciona uma imersão fascinante na vida no campo. Com uma população calorosa de mais de 25 mil habitantes, a cidade abraça suas raízes e se tornou referência nacional no agroturismo, promovendo a valorização dos produtos artesanais e da agricultura familiar.

Além de suas raízes históricas, Venda Nova do Imigrante é um paraíso para os amantes do turismo rural. Com uma variedade impressionante de atrações, a cidade oferece desde experiências gastronômicas em fazendas tradicionais até trilhas em meio à natureza exuberante das Montanhas Capixabas. De geleiras a festas tradicionais, há algo para todos os gostos.

ÍNDICE:

História e Curiosidades sobre Venda Nova do Imigrante

Venda Nova Imigrante.
Venda Nova Imigrante. Foto: Deusdete Zandonadi via wikimedia.org

Origens Após a Abolição da Escravatura

Após a abolição da escravatura em 1888, as grandes fazendas do interior do Espírito Santo foram divididas em terrenos menores para facilitar o trabalho na terra. Nesse contexto, dezenas de famílias italianas viram em Venda Nova uma oportunidade para recomeçar. A cidade, que começou a se formar nesse período, tornou-se um ponto crucial para a imigração italiana no Brasil.

Imigração Italiana e a Formação da Colônia

A forte ligação de Venda Nova do Imigrante com a Itália se estabeleceu com a chegada dessas famílias. Os imigrantes italianos decidiram se instalar na pacata Venda Nova, que ganhou o sobrenome “do Imigrante”. Essa migração em massa resultou na formação de uma colônia italiana significativa, que, até hoje, é a maior do estado, ao lado do município de Santa Teresa.

Os Habitantes: Venda-novenses

Os moradores de Venda Nova do Imigrante são carinhosamente chamados de venda-novenses. Com uma população de mais de 25 mil habitantes, os venda-novenses preservam orgulhosamente suas tradições e contribuem para a manutenção da identidade única da cidade. A imigração italiana é um legado vivo, refletido não apenas na arquitetura e na cultura, mas também na paixão pela produção artesanal e no acolhimento caloroso aos visitantes.

O que fazer em Venda Nova do Imigrante: O Roteiro Completo para Explorar a Capital Nacional do Agroturismo!

1. Turismo Rural e Gastronômico em Venda Nova do Imigrante

Venda Nova do Imigrante é um destino que encanta os visitantes com suas atrações ligadas ao turismo rural. Explore as seguintes opções para vivenciar o melhor dessa experiência:

1.1 Fazenda Carnielli

O que fazer em Venda Nova Imigrante: Fazenda Carnielli.
Fazenda Carnielli. Foto: Fazenda Carnielli

A apenas 6 km do centro da cidade, a Fazenda Carnielli é um refúgio aconchegante que preserva as tradições italianas, especialmente na gastronomia. Além de oferecer uma atmosfera encantadora, a fazenda é renomada por suas delícias artesanais, como geleias, queijos, doces, cafés, bolos e pães. Pioneira no turismo rural capixaba, a Fazenda Carnielli é uma parada imperdível para quem busca uma experiência autêntica e a oportunidade de adquirir produtos locais de qualidade.

1.2 Sítio da Família Brioschi

Sítio da Família Brioschi.
Sítio da Família Brioschi. Foto: Divulgação.

Localizado a 7 km do centro, o Sítio da Família Brioschi é uma joia que preserva e compartilha a rica cultura italiana trazida por seus antepassados. A propriedade é dedicada à produção e venda de uma variedade de quitutes regionais, incluindo embutidos, doces, queijos e o famoso café arábico de sabor marcante. Uma visita ao sítio oferece não apenas a degustação de produtos autênticos, mas também a chance de vivenciar a história e a hospitalidade da família Brioschi.

1.3 Feira da Agricultura Familiar

Feira da Agricultura Familiar.
Feira da Agricultura Familiar. Foto: Ascom/PMVNI

Toda sexta-feira, o bairro Vila Betânia ganha vida com a Feira da Agricultura Familiar. Produtores rurais locais se reúnem para apresentar e vender seus produtos artesanais, desde doces, pães, bolos e queijos até legumes, frutas e verduras orgânicos. A feira é uma oportunidade única de apreciar o talento dos agricultores locais, além de proporcionar uma experiência de compra autêntica e sustentável.

1.4 Fazenda Saúde

Fazenda Saúde.
Fazenda Saúde. Foto: Divulgação.

A Fazenda Saúde proporciona uma experiência acolhedora no interior, a meros 10 km do centro. Além da exuberante natureza circundante, destacada por uma lagoa encantadora, tornando-a um ambiente ideal para confraternizar em família. Nos fins de semana, o restaurante da fazenda oferece uma culinária caseira deliciosa, proporcionando momentos de relaxamento e imersão direta na vida campestre.

1.5 Sítio Busato

Sítio Busato.
Sítio Busato. Foto: Divulgação.

O Sítio Busato personifica a união perfeita entre a natureza e a produção rural. A propriedade destaca-se pela qualidade e carinho dedicados à fabricação de produtos artesanais, como doces caseiros, queijos, cachaças e licores. Ao explorar o Sítio Busato, os visitantes têm a chance de degustar iguarias regionais feitas com dedicação e apreço, tornando a visita uma verdadeira experiência gastronômica e cultural.

1.6 Família Venturim

Família Venturim.
A Família Venturim administra um conjunto que inclui hotel, restaurante e padaria. Foto: Divulgação.

A Família Venturim, descendente do primeiro imigrante italiano, Amadeu, oferece uma experiência gastronômica única. A mistura perfeita entre Itália e Brasil se reflete em suas opções de massas saborizadas, crostinis, cafés, biscoitos de polvilho artesanais e uma variedade de delícias que preservam a autenticidade das tradições familiares.

1.7 Degustar Cervejas Artesanais

Degustar Cervejas Artesanais.
Degustar Cervejas Artesanais. Foto: Elaine Villatoro.

Para os entusiastas de cervejas artesanais, a Cervejaria Altezza é um ponto de parada essencial. Localizada a 1.100 metros acima do nível do mar, a fábrica oferece uma experiência única, especialmente pela utilização de água de qualidade mineral e pura. Desfrute de degustações de cervejas especiais e aprecie a paisagem deslumbrante enquanto explora essa jóia capixaba.

2. Belezas Naturais e Aventura em Venda Nova do Imigrante

Venda Nova do Imigrante não é apenas rica em história e tradição, mas também abriga uma impressionante variedade de belezas naturais e oportunidades para aventura.

2.1 Morro do Filleti

O que fazer em Venda Nova Imigrante: Morro do Filleti.
Morro do Filleti. Foto: Divulgação.

O Ponto Mais Alto da Cidade Aventure-se até o Morro do Filleti, situado a 1.110 metros de altitude e a apenas 6 km do centro da cidade. Além de oferecer uma vista panorâmica espetacular de Venda Nova do Imigrante e das Montanhas Capixabas, o morro abriga uma rampa de decolagem para asa delta e parapente. Uma experiência única para os amantes de paisagens deslumbrantes e atividades ao ar livre.

2.2 Parque Estadual da Pedra Azul

O que fazer em Venda Nova Imigrante: Parque Estadual Pedra Azul

Um Refúgio Natural A cerca de 17 km da sede, o Parque Estadual da Pedra Azul é uma joia natural do Espírito Santo. Este parque, o mais importante do estado, oferece quilômetros de trilhas ecológicas, mirantes, picos e bosques. Ideal para os amantes da natureza, as caminhadas proporcionam uma imersão única nas paisagens exuberantes das Montanhas Capixabas.

2.3 Lagoa do Alto Bananeiras

A Lagoa do Alto Bananeiras é um daqueles lugares que ficam gravados na memória. Com uma lagoa de beleza imensa, cercada pelas majestosas montanhas, este local oferece um cenário inesquecível. Ideal para momentos de lazer, aqui você pode pescar, andar de bicicleta e simplesmente contemplar a natureza com tranquilidade. Uma parada obrigatória para quem busca relaxar em meio à serenidade da paisagem.

3. Festa da Polenta – Uma Celebração de Sabor e Tradição em Venda Nova do Imigrante

O que fazer em Venda Nova Imigrante: Festa da Polenta.
Festa da Polenta. Foto: Mosaico Imagem – Montanhas Capixabas

3.1 A Tradição da Festa da Polenta

Uma das experiências mais marcantes ao visitar Venda Nova do Imigrante é participar da Festa da Polenta, um evento anual que celebra a rica herança italiana da cidade e sua forte conexão com a produção agrícola. Esta festividade, realizada há 42 anos, transformou-se em um dos maiores eventos do estado e é uma verdadeira celebração de sabor, cultura e tradição.

A Festa da Polenta é realizada pela Associação Festa da Polenta (AFEPOL) e conta com a participação de aproximadamente 1595 voluntários. Estes dedicados colaboradores, movidos pelo espírito festivo e, segundo eles, pelo vinho, transformam a festa em uma experiência inesquecível para os visitantes.

3.2 O Polentão e suas Maravilhas Culinárias

O ponto alto da celebração é o “Tombo da Polenta“. Um caldeirão com mais de uma tonelada de polenta é virado sobre um tabuleiro ao som de “La Bella Polenta“. Este gesto simbólico marca o início de uma verdadeira festa gastronômica, onde os visitantes podem saborear não apenas a polenta, mas uma variedade de pratos tradicionais italianos, massas, linguiças e outras delícias culinárias preparadas com esmero.

3.3 Atrações Musicais e Culturais

Além das iguarias gastronômicas, a Festa da Polenta oferece atrações musicais e culturais que enriquecem a experiência. Grupos como a Cantarola, parte do Coral de Santa Cecília, que conta com 66 anos de existência, apresentam músicas italianas e elevam o espírito festivo da celebração.

A festividade acontece nas duas primeiras semanas de outubro, atraindo cerca de 40.000 visitantes em três dias de celebração intensa. Uma oportunidade única para vivenciar a cultura italiana, apreciar a culinária local e mergulhar na atmosfera festiva de Venda Nova do Imigrante.

Como Chegar em Venda Nova do Imigrante

A maneira mais conveniente de chegar a Venda Nova do Imigrante é a partir do Aeroporto Internacional de Vitória. Este aeroporto recebe voos regulares das principais cidades do país, proporcionando fácil acesso à região. A distância entre Vitória e Venda Nova do Imigrante é de aproximadamente 114 km, e a viagem de carro leva pouco mais de 2 horas pela BR-262.

Se preferir uma opção mais flexível e autônoma, considerar o aluguel de um carro é uma excelente escolha. A rota mais direta é pela BR-262 (Rodovia Governador Mário Covas).

Caso o aluguel de carro não seja uma opção, a Rodoviária de Venda Nova do Imigrante é acessível através da Águia Branca, uma companhia de ônibus que oferece uma viagem confortável em aproximadamente 2 horas e meia, saindo de Vitória. Os ônibus proporcionam uma alternativa prática para aqueles que desejam desfrutar da paisagem durante o trajeto.

Conclusão

Venda Nova Imigrante
Foto: Lucas knupp via https://setur.es.gov.br/

Em Venda Nova do Imigrante, cada passo é uma jornada pela rica herança italiana, pelos sabores artesanais e pela natureza exuberante. Entre os encantos do Morro do Filleti, os sabores autênticos da Fazenda Carnielli, a alegria contagiante da Festa da Polenta e a acolhedora hospitalidade dos venda-novenses, a cidade revela-se como um tesouro a ser explorado. Das trilhas do Parque Estadual da Pedra Azul à experiência gastronômica na Família Venturim, cada momento em Venda Nova do Imigrante é uma celebração da cultura, da história e da beleza singular deste destino capixaba.

COMPARTILHE:

11 respostas

  1. Como capixaba da gema sinto orgulho pelas tradições italianas da população de venda nova, principalmente pela humildade e acolhimento. Quem quiser provar visite-a como eu.

  2. Eu tive a oportunidade de conhecer a regiao. As montanhas sao lindas … mas o desmatamento é bem significativo! Uma pena !

  3. Esqueceram de mencionar o socol , que é exclusivo de venda nova e da cultura italiana . E a foto acima da casinha com as montanhas ao fundo não pertence a venda nova . Fica depois de vargem alta descendo pra Iconha .

  4. Venda Nova é minha cidade preferida. Até pq sou nascida e criada em venda Nova. Amo de paixão.

  5. Excelente Região… Todos podem conhecer diversas rotas, que vão levar a diversos empreendimentos extremamente familiares e desfrutar inúmeros produtos.
    Ex.: Rota Azul, Rota do Carmo, Rota dos lagos, etc…

  6. Eu sou suspeita pra falar de Venda Nova,eu simplesmente amo. Moro em Vila Velha,mas sempre que posso vou a Venda Nova,levo amigos pra conhecer todos esses lugares mencionados no texto. Mas faltou uma beleza importante pra divulgar os orquidários com suas belas orquídeas, tem um no centro, e outro mais retirado do centro, que eu amo visitar e comprar. Obrigada Venda Nova e seu povo com tantas belezas. Enche nossos olhos. Faltou também a Vinícola Tonole.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de TODOS os cookies.