O que fazer em Cavalcante
O que fazer em Cavalcante

O que Fazer em Cavalcante na Chapada dos Veadeiros

Cavalcante, uma jóia distante na imensidão da Chapada dos Veadeiros, reserva aos visitantes uma experiência única e envolvente. Longe dos holofotes turísticos, essa base encantadora se destaca pelas suas belezas naturais, apresentando um cenário de tirar o fôlego e cachoeiras espetaculares que rivalizam com as mais famosas da região. Além da beleza cênica, Cavalcante também carrega consigo uma importância histórica, revelando-se como um local onde as tradições culturais se entrelaçam com a exuberância da natureza. Neste artigo, exploraremos as maravilhas que fazem de Cavalcante um destino imperdível para aqueles que buscam uma conexão autêntica com a Chapada dos Veadeiros.

ÍNDICE:

Explorando o Paraíso: O Que Fazer em Cavalcante na Chapada dos Veadeiros – Cachoeiras, Cultura e Aventuras!

1. Cachoeira Santa Bárbara

O que fazer em Cavalcante: Cachoeira Santa Bárbara.
Cachoeira Santa Bárbara. Foto: Naiane cascardo (Wikipedia).

Entre as maravilhas escondidas de Cavalcante, destaca-se uma das cachoeiras mais bonitas do Brasil,a deslumbrante Cachoeira Santa Bárbara, uma atração que se tornou sinônimo de beleza ímpar na Chapada dos Veadeiros. Suas águas exibem um azul intenso proporcionam um espetáculo visual que transcende a imaginação. A Cachoeira Santa Bárbara, com seus 30 metros de altura, é um convite irrecusável à contemplação e ao mergulho em sua grande piscina natural.

Informações práticas:

  • Necessidade de guia: Essencial para explorar a área com segurança. Geralmente, guias locais, muitos deles pertencentes à comunidade Kalunga, estão disponíveis no Centro de Atendimento ao Turista em Kalungas Engenho II.
  • Custos: Além do guia, há uma taxa de entrada.

2. Quilombo Kalunga

O que fazer em Cavalcante: Quilombo Kalunga.
Quilombo Kalunga. Foto: Quilombo Kalunga

O Quilombo Kalunga é um território quilombola que recebeu reconhecimento internacional através do programa ambiental da ONU como o primeiro Território e Área Conservada por Comunidades Indígenas e Locais (Ticca) do Brasil. Esse título é reservado a regiões que mantêm a conservação da natureza e, ao mesmo tempo, asseguram o bem-estar de sua comunidade. Abrangendo três municípios goianos – Cavalcante, Monte Alegre de Goiás e Teresina de Goiás – na região da Chapada dos Veadeiros, o Quilombo Kalunga é um marco de preservação ambiental e cultural.

Com cerca de 300 anos de ocupação, o Quilombo Kalunga representa um capítulo significativo na história do Brasil. Sua criação remonta ao período da escravidão, quando os Kalunga buscaram refúgio nas serras e vales para escapar da opressão. A preservação de suas tradições, língua, e a manutenção de práticas ancestrais fazem do Quilombo Kalunga um guardião vivo da herança cultural afro-brasileira.

Interação com a Comunidade, Cultura e Culinária: Ao explorar o Quilombo Kalunga, os visitantes têm a oportunidade única de se conectar com uma comunidade acolhedora e presenciar em primeira mão as tradições do povo Kalunga. A interação oferece um mergulho profundo na cultura local, permitindo aos visitantes participar de celebrações, rituais, gastronomia tradicional e compartilhar histórias com os membros da comunidade.

3. Cachoeira da Capivara

O que fazer em Cavalcante: Cachoeira da Capivara.
Cachoeira da Capivara. Foto: ©[Cesar Okada] via Canva

A Cachoeira da Capivara, situada no território Kalunga próximo ao povoado do Engenho II, é um verdadeiro tesouro natural de Cavalcante. Com uma trilha de fácil acesso, essa cachoeira se destaca não apenas pela sua beleza singular, mas também pela proximidade com outras atrações imperdíveis da região. A caminhada de apenas 800 metros desde o estacionamento revela uma queda d’água imponente, com 40 metros de altura, formando um espetáculo de águas transparentes.

Informações práticas:

  • Trilha: A trilha até a Cachoeira da Capivara é acessível, demandando pouco esforço físico e proporcionando um ambiente propício para quem deseja desfrutar da natureza sem longas caminhadas.
  • Custos: O ingresso para visitar a Cachoeira da Capivara geralmente é cobrado à parte, mas opções de pacotes combinados, incluindo outras atrações como a Cachoeira Santa Bárbara, podem ser exploradas para uma experiência mais abrangente e econômica.

4. Cachoeira Candaru

Cachoeira Candaru.
Cachoeira Candaru. Foto: Victor Augusto via wikiloc.com

Imersa na tranquila atmosfera de Cavalcante, a Cachoeira Candaru se revela como uma verdadeira joia escondida, pouco explorada pelos visitantes da Chapada dos Veadeiros. Com uma beleza única e status quase intocado, essa cascata é uma escolha perfeita para quem busca experiências autênticas longe das trilhas mais tradicionais.

A Cachoeira Candaru, com cerca de 70 metros de altura, é uma visão de esplendor natural. Sua queda d’água cria um espetáculo hipnotizante, mergulhando em um amplo poço de águas verde-transparentes. Rodeada pela exuberante vegetação do cerrado, a atmosfera serena e a sensação de isolamento fazem desta cachoeira um refúgio tranquilo e encantador.

Informações Práticas:

  • Distância: Localizada em uma área remota de Cavalcante, a Cachoeira Candaru pode exigir uma jornada um pouco mais desafiadora para alcançá-la.
  • Possíveis Dificuldades no Acesso: A distância e a falta de infraestrutura turística podem tornar o acesso à Cachoeira Candaru um pouco mais exigente. Recomenda-se estar preparado para trilhas e ter em mente que o esforço será recompensado pela exclusividade do encontro com essa maravilha natural.

5. Complexo do Prata

Complexo do Prata.
Complexo do Prata. Foto: ©[cokada] via Canva.com

Ao adentrar o coração de Cavalcante, os visitantes têm a oportunidade de explorar o espetacular Complexo do Prata, um conjunto de cachoeiras situado às margens do Rio da Prata. Esta atração, muitas vezes esquecida pelos turistas, revela-se como um tesouro, oferecendo uma experiência singular de conexão com a natureza.

O Complexo do Prata é um conjunto de maravilhas naturais, com o rio da Prata esculpindo seu caminho através de formações geológicas intrigantes e proporcionando um espetáculo visual de piscinas naturais cristalinas. Cada cachoeira no complexo apresenta características únicas, criando um cenário diversificado que cativa os aventureiros que se aventuram por esta joia escondida na Chapada dos Veadeiros.

Destaques:

  • Formações Geológicas: A região do Complexo do Prata é marcada por formações geológicas fascinantes, criando um cenário pitoresco que mescla rochas, quedas d’água e vegetação exuberante.
  • Piscinas Naturais: As piscinas naturais ao longo do rio oferecem oportunidades refrescantes para um mergulho revigorante, proporcionando momentos de relaxamento em meio à natureza intocada.
  • Paisagens Panorâmicas: Os mirantes localizados proporcionam vistas panorâmicas deslumbrantes, permitindo que os visitantes contemplem a grandiosidade da Chapada dos Veadeiros.

Informações Práticas:

  • Necessidade de Guia: Para aproveitar ao máximo a experiência e garantir a segurança durante a visita, é altamente recomendável contratar um guia local. Os guias, muitas vezes membros da comunidade Kalunga, conhecem profundamente a região, proporcionando insights valiosos sobre a flora, fauna e história local.
  • Acessibilidade: Embora seja uma atração remota, o Complexo do Prata oferece uma experiência acessível para aqueles dispostos a explorar as belezas naturais da região. Prepare-se para trilhas e caminhadas que proporcionam uma imersão autêntica na Chapada dos Veadeiros.

6. Ponte de Pedras

O que fazer em Cavalcante: Ponte de Pedras.
Ponte de Pedras. Foto: Guilherme Minoti via wikipedia.org

A Ponte de Pedras se destaca como um dos atrativos mais impressionantes da região de Cavalcante. Essa obra-prima natural, um arco de pedras com 30 metros de altura sobre o Rio São Domingos. A beleza rústica das pedras, esculpidas ao longo de milênios, oferece um cenário deslumbrante, especialmente quando o sol pinta o céu com cores quentes ao entardecer.

Informações Práticas:

  • Caminhada: O acesso à Ponte de Pedras envolve uma caminhada de 7 km, com um grau de dificuldade médio-pesado. A trilha, embora desafiadora em alguns trechos, é recompensadora, proporcionando aos aventureiros a oportunidade de se conectar com a natureza enquanto se aproximam da impressionante ponte.
  • Preço de Entrada: A entrada para explorar a Ponte de Pedras geralmente requer o pagamento de uma taxa, que contribui para a preservação do local. É aconselhável verificar os valores atualizados no momento da visita.
  • Necessidade de Guia: Para uma experiência mais enriquecedora e segura, a contratação de um guia é recomendada. Guias locais conhecem os caminhos, oferecem informações valiosas sobre a flora e fauna locais, e garantem uma jornada mais tranquila.

7. Vale das Araras

Pousada Vale das Araras em Cavalcante.
Vale das Araras. Foto: Pousada Vale das Araras.

Situada em meio à natureza selvagem, a Pousada Vale das Araras é mais do que uma simples hospedagem; é uma porta de entrada para desbravar as maravilhas naturais de Cavalcante. Rodeada por uma reserva particular, a pousada oferece não apenas acomodações acolhedoras, mas também acesso privilegiado a trilhas que revelam a beleza intocada da Chapada dos Veadeiros.

A Pousada presenteia seus hóspedes e também não visitantes com a Trilha das Araras, um percurso de 5 km que desbrava os segredos da região. Esta trilha, percorrida em aproximadamente 30 minutos, leva os aventureiros até a deslumbrante Cachoeira São Bartolomeu, uma queda d’água com 6 metros de altura, proporcionando momentos de puro deleite em meio à natureza.

8. Mirante da Nova Aurora/Cachoeira da Ave Maria

Na rota de retorno de um dia repleto de descobertas na Cachoeira Santa Bárbara, uma parada imperdível aguarda os viajantes: o Mirante da Nova Aurora. A apenas 300 metros da estrada, esse ponto estratégico não só oferece vistas deslumbrantes das montanhas da Chapada dos Veadeiros, mas também proporciona um espetáculo único ao revelar a majestosa Cachoeira da Ave Maria.

O Mirante da Nova Aurora é uma joia escondida, situada a uma curta caminhada da estrada que leva a Engenho II. Com uma localização estratégica, proporciona um panorama de tirar o fôlego, destacando-se como o cenário perfeito para contemplar o pôr do sol e absorver a grandiosidade da Chapada dos Veadeiros.

Ao contemplar o horizonte do Mirante da Nova Aurora, os visitantes têm o privilégio de avistar a Cachoeira da Ave Maria, um fio de água com 90 metros de altura que se destaca contra o cenário natural. Embora não haja acesso direto à queda d’água a partir do mirante, a visão panorâmica oferece uma perspectiva única da beleza imponente da Cachoeira da Ave Maria.

9. Cachoeira Santana

Cachoeira Santana em Cavalcante.
Cachoeira Santana. Foto: @lizleone

A Cachoeira Santana se destaca por sua imponência e beleza singular. A água que escorre da cascata forma uma sequência de piscinas naturais ao longo do percurso, criando um cenário paradisíaco para os visitantes. A piscina de borda infinita natural, suspensa a 80 metros de altura, proporciona uma vista espetacular do entorno, tornando cada momento nesse oásis um verdadeiro deleite para os sentidos.

Informações Práticas:

  • Trilha: O acesso à Cachoeira Santana envolve uma trilha com cerca de 500 metros de extensão. Essa caminhada, embora curta, permite que os aventureiros mergulhem na atmosfera exuberante do cerrado, preparando-se para a grandiosidade que os aguarda.
  • Preço de Entrada: Por se localizar em uma propriedade particular, há uma taxa de ingresso para visitar a Cachoeira Santana. Recomenda-se verificar os valores atualizados antes da visita.

10. Trilha dos Saltos: Uma Jornada Aventureira na Chapada dos Veadeiros

O que fazer em Cavalcante: Trilha dos Saltos.
Trilha dos Saltos. Foto: ©[vitormarigo] via Canva.com

Se você é um amante da natureza em busca de emoções intensas, a Trilha dos Saltos em Cavalcante é a opção perfeita para explorar a grandiosidade da Chapada dos Veadeiros. Essa jornada aventureira promete não apenas vistas deslumbrantes, mas também a oportunidade de testar seus limites enquanto se maravilha com as maravilhas naturais ao redor.

A Trilha dos Saltos é uma experiência única para os aventureiros que desejam mergulhar na essência selvagem da Chapada dos Veadeiros. Com uma extensão de 12 quilômetros, essa trilha leva os exploradores por uma jornada emocionante, repleta de subidas, descidas e trechos escorregadios. Cada passo é uma oportunidade de se conectar com a beleza intocada do cerrado e descobrir os segredos que a região reserva.

Principais Atrações:

  1. Saltos: A Trilha dos Saltos conduz os aventureiros a um dos pontos mais imponentes da jornada: a Cachoeira O Salto, com impressionantes 120 metros de queda d’água. A mais 800 metros a frente da trilha você se depara com outro salto de 80 metros. Esse espetáculo da natureza proporciona uma experiência única, onde os exploradores podem se refrescar nas águas cristalinas.
  2. Corredeiras do Rio Preto: Ao longo da trilha, os aventureiros têm a chance de explorar as Corredeiras do Rio Preto, um verdadeiro paraíso para quem busca momentos de relaxamento. Com piscinas naturais e pequenas quedas, as Corredeiras oferecem a oportunidade perfeita para recarregar as energias e apreciar a paisagem serena.

Informações Práticas:

  • Duração da Trilha: A Trilha dos Saltos pode variar de 4 a 6 horas, dependendo do ritmo dos exploradores e das paradas ao longo do caminho.
  • Nível de Dificuldade: Considerada de nível moderado, a trilha exige preparo físico, com subidas e descidas íngremes. No entanto, a recompensa está nas vistas espetaculares ao longo do percurso.
  • Acessibilidade: A trilha é bem sinalizada e acessível, permitindo que a maioria das pessoas com preparo físico razoável desfrute dessa experiência. Além disso, há uma trilha suspensa única no Brasil que leva às Corredeiras do Rio Preto, proporcionando acesso inclusivo para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

11. Cachoeira São Félix ou Praia São Félix ou Praia do Cerrado

Cachoeira São Félix ou Praia São Félix
Cachoeira São Félix ou Praia São Félix. Foto: @cachoeirasaofelix (Instagram).

Descubra a deslumbrante Cachoeira São Félix, também conhecida como Praia São Félix ou Praia do Cerrado, a 76 km de Cavalcante. Com uma trilha de 300 metros, oferece a oportunidade única de acampar em meio à natureza, com cozinha equipada. O ingresso é acessível (R$50,00 por pessoa), com opção de pernoite por R$120,00. A contratação de um guia é obrigatória. Ideal para todas as idades, destaca-se pela “Praia São Félix”, com areia branca, águas transparentes e bancos de areia. Durante a seca, propicia massagens naturais e mergulhos contemplativos. Uma joia natural para experiências inesquecíveis.

Como Chegar em Cavalcante

Estrada pela Chapada dos Veadeiros. Foto: ©[vitormarigo] via Canva.com

De Avião: O aeroporto mais próximo de Cavalcante é o Juscelino Kubitschek, localizado em Brasília. Ao desembarcar em Brasília, os viajantes têm a opção de seguir de carro até Cavalcante, desfrutando de uma viagem cênica pelas estradas que cortam o cerrado.

De Ônibus: Para aqueles que preferem viajar de ônibus, a viação Santo Antônio opera trajetos de Brasília até Cavalcante, passando pela rodoviária do Plano Piloto e por Alto Paraíso. Outra opção é a viação Real Expresso, que oferece serviços para Teresina de Goiás. De lá, é possível tomar um transporte adicional para chegar a Cavalcante.

De Carro: Para os aventureiros que desejam ter total controle sobre sua jornada, a opção de alugar um carro é ideal. O acesso a Cavalcante é realizado pela estrada GO-118. Após passar por Alto Paraíso de Goiás, siga por mais 65 km até Teresina de Goiás. A partir desse ponto, serão aproximadamente 20 km até a charmosa Cavalcante. A viagem de carro não apenas oferece a liberdade de explorar a região no seu próprio ritmo, mas também proporciona vistas espetaculares ao longo do caminho.

Informações Práticas:

  • Ao viajar de avião, é recomendável alugar um carro em Brasília para garantir mobilidade durante a estadia em Cavalcante.
  • As estradas que levam a Cavalcante são geralmente bem conservadas, proporcionando uma viagem tranquila. No entanto, é sempre bom verificar as condições das estradas antes de iniciar a jornada, especialmente em períodos de chuva.
  • As distâncias podem variar dependendo do ponto de partida, mas em média, a viagem de Brasília até Cavalcante de carro leva aproximadamente 4 horas, em torno de 310 km.

Melhor Época para Visitar Cavalcante: Escolhendo o Momento Perfeito na Chapada dos Veadeiros

Fatores Climáticos: As paisagens exuberantes da Chapada dos Veadeiros variam consideravelmente ao longo das estações do ano. Para aproveitar todos os passeios sem preocupações com chuvas excessivas, a escolha da época certa é essencial. Se possível, programe sua viagem nos meses de abril, maio, junho ou julho. Muitos afirmam que as opções ideais são abril e maio, marcando o início da época de seca. Nesse período, a vegetação exibe seu verde mais intenso, e as cachoeiras fluem com mais intensidade, proporcionando experiências visuais e sensoriais inesquecíveis.

Paisagens Deslumbrantes: Além dos fatores climáticos, as paisagens da Chapada dos Veadeiros também passam por transformações notáveis ao longo do ano. Durante a época de seca, as cachoeiras ganham destaque, revelando sua beleza em todo o esplendor. As trilhas e os mirantes oferecem vistas panorâmicas deslumbrantes, proporcionando oportunidades únicas para apreciar a vastidão do cerrado.

Onde se Hospedar em Cavalcante

Confira as opções de hospedagem disponíveis na plataforma do Booking.com para diárias destinadas a duas pessoas.

  • Pousada Aruana: R$ 300
  • Pousada da Ana: R$ 250
  • Pousada Varanda da Serra: R$ 396
  • Pousada Recanto da Mata: R$ 195
  • Chalés Pássaros do Cerrado: R$ 190
  • Hostel Portal Das Fadas: R$ 213
  • Pousada Toca da Raposa: R$ 270
  • Chalés Magia Da Lua: R$ 220
  • Pouso do Beija-Flor: R$ 200
  • Pousada Refúgio da Chapada: R$ 250
  • Chalés Aconchego: R$ 225
  • Casa Da Ju Cavalcante: R$ 243
  • Pousada Sol: R$ 160
  • Hostel Recanto do Tucano: R$ 290
  • Casa temporada Flor de pitanga: R$ 220
  • Casa da Serra: R$ 630
  • Casa Jasmim: R$ 230
  • Flat Nascer do Sol em Cavalcante: R$ 600
  • Hostel & Camping Cavalcante: R$ 100
  • Pousada e Chácara Rasais: R$ 400
  • Flat Central em Cavalcante: R$ 620
  • Casa Temporada Dona Cecília: R$ 233

Conclusão

Seja para se refrescar nas águas cristalinas ou explorar trilhas exuberantes, Cavalcante oferece uma experiência autêntica e inesquecível. Deixe-se envolver pela serenidade do local, criando memórias que ecoarão na sua alma muito tempo depois de sua visita. A magia de Cavalcante está à sua espera – venha se perder na simplicidade encantadora deste destino extraordinário!

Camiseta Chapada dos Veadeiros.

COMPARTILHE:

3 respostas

  1. Lamentável que vcs não citem o Complexo do Rio São Félix tbm em Cavalcante -GO que contém várias cachoeiras como a Boa Brisa, do Degrau, Da Anta, os Kenyons e a principal delas a Praichoeira São Félix (mistura de praia com cachoeira), a mais indicada pelos guias para levar família com crianças e idosos tendo em vista o seu fácil acesso e segurança.

    1. Olá Carlos! Agradecemos imensamente pelo seu comentário e sugestão referentes a esse ponto turístico. Em breve, incluiremos este local em nosso artigo. Agradecemos muito pela sua colaboração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de TODOS os cookies.